Genebra, ONU, etc

28 jul

Como eu só estou conseguindo postar 1 vez por semana, o post vai ser longo. E vou falar de muita coisa junta.

Durante a semana, trabalho no lab, o que é sempre uma coisa que amo fazer. No fim do dia, sinto aquele cansaço de fim do dia, mas nunca exausta, sempre com uma leve satisfação. Dou sorte em muitas coisas que faço, até agora nenhum experimento deu errado (bom, não totalmente) e mesmo que eu não esteja tendo os resultados que eu queria, pelo menos eu tenho resultados ráaaa!

Aí nos fins de semana eu tenho tanta coisa pra fazer, tipo sair por aí pra conhecer os lugares, enquanto a pilha de louça e a a roupa para lavar me esperam. Vida de dona-de-casa + turista + estudante não é mole! Anyway, fui para Genebra e conheci a sede da ONU, o que definitivamente foi o ponto alto da viagem. Tomou a manhã toda, mas valeu a pena.

O Palácio das Nações Unidas fica dentro de um parque que pertenceu a uma família riquíssima de Genebra. O último herdeiro não teve filhos e doou o parque a cidade. Uma parte do parque é aberta ao público e a outra, onde se localizam os prédios da ONU, é fechada, claro, pela segurança. Ao entrar, passamos pelo raio x até a mesa onde pedimos pela visita guiada. A visita em grupo é necessária para adentrar nos prédios. A nossa guia era uma italiana alta, de cabelos curtos, falando um ótimo inglês e muito simpática. Ela nos levou em várias partes, tanto no complexo novo, quanto na parte antiga, onde era a sede da Liga das Nações. Cada parada, uma história. Como as salas precisam ter duas portas para que nenhum país entrem em primeiro, ou como eles precisam alternar a ordem alfabética dos países entre inglês e francês para que nenhum país se sinta prejudicado ao se sentar e quando Irã e Iraque foram lavar sua roupa suja na ONU, eles tiveram que sentar de frente para o outro e não um do lado do outro como de costume (pela ordem alfabética). Muitos truques diplomáticos. Na parte antiga, entramos na sala mais antiga, onde foi a 1a assembléia geral da ONU, antes de construírem a sede em NY e antes de terminarem a parte nova em Genebra, logo no pós guerra. Eu fiquei imaginando como isso teria sido. Os vencedores da guerra promovendo a paz mundial. Depois da visita, com todos esses pensamentos, comecei a conversar com  Roxana, Constanza e Carina, sobre o quão irônico (no mínimo) é a ideologia da ONU e o que a ONU faz na verdade. Conferência sobre desarmamento e todos os países do conselho de segurança são altamente armados.

Mas conflitos políticos a parte, os prédios são verdadeiras misturas culturais. A cada parede um mural, pintura, escultura de diferentes países, dados de presente a ONU. A sede recebe até pavões de presente. Isso porque o último herdeiro da família, dona do parque pediu que o parque tivesse sempre 6 pavões. E que esses pavões seriam imortais. Claro que eles não o são, assim a ONU precisa repor os pavões sempre (às vezes eles são devorados pelas raposas, segundo a guia) e os países oferecem pavões de presente. Pois é. Só achei muito triste, procurar um presente do Brasil e não encontrar. Bando de pão duro.

Depois da ONU, fomos a um dos parques, almoçamos na grama  (cada um levou sua comida, pra ficar barato). E depois vimos o relógio de flores, o jato d´água e o calçadão na beira do lago, que na verdade, se estreita tanto que parece um rio. Depois fomos até a parte medieval, vimos a catedral, que tinha um sítio arqueológico, com coisas do século V, quando a primeira catedral foi construída. Tinha coisas bem legais, tipo o piso da sala de estar do papa do século V. Depois andamos mais um pouco, tomamos sorvete (eu pedi petit gateau, que aqui chamam de fondant au chocolat, não sei se tem alguma diferença) e fomos embora. Pena que não deu pra ir nos museus. Dia 10 voltarei pois é o dia dos fogos de artificio e também o dia da nossa visita ao CERN!

Domingo, resolvi descansar. As meninas foram pra Bern, eu até disse que iria, mas estava mega cansada (ser turista cansa). Além do que, eu tinha que lavar roupa, cozinhar e descansar para a semana! Acabei indo na praia aqui perto mesmo, só para tomar um sol e não desperdiçar o dia ensolarado (hoje deu bem uns 30 graus fácil).

Hoje tive a sensação que o tempo está voando. Quase 3 semanas aqui! E eu ainda queria visitar tantos lugares, porém não vai ser possível tendo somente os finais de semana para viajar. É aquela sensação de se estar perdendo algo. Se trabalho mais, parece que não estou aproveitando o suficiente. Se me divirto mais, parece que não estou trabalhando. Muito estranho.

PS.: Esse texto teve o propósito somente de jogar uns pensamentos, da maneira mais organizada que eu encontrei, mas sem um tema definido

Fachada

Fachada

Uma das sala de reuniões

Uma das sala de reuniões

Prédio da antiga Liga das Nações

Prédio da antiga Liga das Nações

DSCN0110

Outra sala de reunião

Chafariz

Chafariz

Fachada

Fachada

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: